sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Anjo da Guarda ...


Sou apenas um livro aberto com uma bela capa e um introdução maior que o próprio conteúdo. Sou um poço sem fundo onde é despejada toda felicidade do mundo, e esta felicidade vai cada vez mais além se manifestando nas coisas, mas nunca chega onde se encontra a borda, onde há uma fina peneira impedindo a passagem de toda tristeza. Sou a luz das estrelas brilhando em cada olhar, trazendo felicidade a cada criatura. Sou uma alma oculta expandindo o amor e espalhando todo odio do mundo de olhos fechados.
Estou presente em cada olhar, em cada palavra boa e em cada perda confortada.
Sou usada como ponte de equilibrio entre o amor e o ódio, a alegria e a tristeza, as trevas e a luz. Sou aquela que ajuda os outros não esperando nada em troca, aquela que não tme motivos para não sorrir, não chorar e não viver. Aquela que vive para tonar os que cercam mais felizes. Ao mundo sou presente de Deus !

Nenhum comentário: