quinta-feira, 22 de abril de 2010

Então eu sonhei...


Hoje eu sonhei com tudo que eu queria nesse momento; sonhei com a insignificância, com o amor, com a diferença, com a voz, com o rosto. Sonhei com o que pode ser produzido pelo corpo, pela alma.
Sonhei com um toque, um sorriso, um desejo, um medo. Sonhei com uma perda para alguém e uma vitória para mim; com o que me fez ansiar pelo futuro, lutar, mudar.
[Amanda Ibraimovic - no copy]