domingo, 9 de janeiro de 2011

Madrugadas conturbadas...



Um fantasma que me segue e insiste em perturbar meus sonhos. Nada mais é do que um peso que sempre terei que carregar. Os olhos são como bolas de cristal a me mostrar meu destino: a dor. Ele me lembra de todos os meus temores e vergonhas, assim como tudo que passei ao tentar me livrar daquela sombra. Por favor, me deixe só.

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

E as cores se apagam...


Sabe quando colocam os seus sonhos nas suas mãos para depois arranca-los e pisa-los?
Eu vi isso acontecer.

Sabe quando te dão esperanças de algo para depois rirem da sua cara?
Eu vi isso acontecer.

Ninguém entende o que é dar asas e depois arranca-las sem aviso prévio
Ninguém entende o que é ensinar a sonhas se depois vai jogar um tinta em tudo.

Apenas que sonha pode ver o melhor
Mas os sonhadores são sempre mal interpretados
Os que apenas vêem cinza
Tendem a destruir nossa cor

[Amanda Ibraimovic 09/09/10 - no copy]