segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Lembrança de 2007 - O Pior Ano da Minha Vida


Não suportava que alguém me amasse, nem meus pais, nem ninguém. Eu estava acima do amor, estava acima do sofrimento, só não estava acima da angústia. A angústia de não sentir nada além de um vazio. Um vazio que nada proveniente deste mundo era capaz de sanar, nada que carregasse o peso do pecado que aflorava em minha pele poderia fazer meu coração bater novamente.


Meu coração de novo bate.
Cada fragmento do meu ser é tomado pela vida.
Nos meus olhos o brilho das estrelas.
Sou agora como uma fênix que renasceu das suas próprias cinzas.
Algo sobrenatural me invadiu, algo que estava sempre ao meu lado batendo na porta da minha alma e do meu coração, algo que ainda não posso ver mas posso sentir!

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Apenas uma reflexão


Estou presa no fundo de um abismo sem caminhos claros para escalar, onde há apenas pedras pontiagudas para subir. A cada metro que avanço deixo em cada pedra a minha alma machucada. Quero chegar ao topo, mas sei que o fundo é mais quente, é um refúgio contra o mundo.
No topo estou segura, lá vou vendo a paisagem queimada, sem nenhum fragmento de vida e as pessoas passam e parecem não notar o mundo que as cerca, o mundo que está acabado, arrasado. Ou será que vêem coisas invisíveis aos meus olhos?
Aos poucos começo a enxergar o que todos vêem e vejo um espelho! No fundo do abismo me jogo novamente, de corpo e alma; não quero mais subir à superfície,
No escuro estou, não quero olhar para a verdade.

O que fazer para isso passar?

[By Amanda Ibraimovic - no copy]