quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Tirando máscaras


Com um tempo percebemos que as pessoas nunca serão quem queríamos que fossem, nunca serão aquelas que a máscara faz parecer. Estamos tão bem até percebermos que não existe aquilo que pensamos ser. É quando tiramos nossas máscaras e somos capazes de perceber como isso nos fez bem.
Aqueles que julgávamos nossos amigos não aceitam quem realmente somos, não aceitam os nossos valores, não aceitam mais a nossa vida! Críticas viram perseguições, comentários se tornam difamações e fazem com que ninguém consiga olhar para si mesmo.
Mas agora tudo mudou, sabemos que aquilo nada importa, que é apenas mais uma coisa com que teremos de lidar. Enfrentamos a tristeza ao ver a que ponto somos capazes de chegar.
Os defeitos jamais serão nossos, somos perfeitos, bons e verdadeiros, nada no outro faz sentido, nada no outro está certo. É exatamente isso que alimenta nosso vazio, aquele vazio que apenas uma coisa é capaz de preencher. E ainda assim somos perfeitos demais pra escutar a quem mudou.
[Amanda Ibraimovic - no copy]

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Série Pecados Capitais - A Preguiça



Abro o olhos e lá ela está. Não quero ter de mover meu corpo. Quero continuar eternamente imóvel, mas sei que não posso.
É algo que sobe por todo o meu corpo me paralizando, me fazendo querer nem pensar; querer paralizar os pulsos de meu cérebro, paralizar quase todos os meus sinais vitais. Faz-me querer ser nada além de uma estátua imóvel, mas sei que não posso.
Cada segundo me faz querer ser mais lenta, me faz querer nada ouvir, parar os segundos, voltar no tempo para ter feito menos ainda.
Meus olhos não querem abrir, minha boca não quer produzir mais nenhum som, não quero sequer pensar. Quero mergulhar numa imensidão escura, silenciosa e sem fim, acabar comigo mesma.
Mas eu escrevo pecados e não tragédias.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Série Pecados Capitais - A Ira



Qualquer passo, qualquer movimento, qualquer palavra. Lá ela está escondida procurando nossa mente, nosso corpo, tentando nos escravizar. Até que ela consegue e sobe por nossa nuca, domina nossos pensamentos.
Uma forte dor em algum lugar que não sabemos onde fica acelera nosso coração, modifica nosso equilíbrio.
Assim não sabemos o que fazemos, mudamos nossas opiniões, nossa capacidade de julgamento; mas é algo que não podemos perceber.
Cometemos loucuras, coisas que jamais praticaríamos, que jamais apoiaríamos.
É quando vem aquela sede, a pior e a mais maldita de todas: a sede pelo meu próprio sangue; a sede por vingança, provocando mudanças irreparáveis que modificarão nossa vida.
Mas eu escrevo pecados, não tragédias!

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Sentimentos fixados!

Não consigo parar de pensar no peso da minha decisão. Foram conseqüências conscientes, porém decisivas. Um fantasma invadiu minha mente, os meus sonhos, meu coração; modificou a freqüência das batidas, modificou a velocidade da minha respiração, alterou os pulsos do meu pensamento.
Tudo, todo o tempo, me liga a isso. São palavras, números, cenas. São nomes, são lugares. Sentimentos, holocaustos. Dor, admiração, ânsia por um futuro que provavelmente não se concretizará. Isso remete ao medo de perder algo que nem se tem, Medo de nunca se ter.
Foi a paixão que se transformou em amor, foi a cegueira que se transformou em profundidade.
Foi meu coração que para isso nunca vai parar de se expandir!
[by Amanda Ibraimovic - no copy]

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Lembrança de 2007 - O Pior Ano da Minha Vida


Não suportava que alguém me amasse, nem meus pais, nem ninguém. Eu estava acima do amor, estava acima do sofrimento, só não estava acima da angústia. A angústia de não sentir nada além de um vazio. Um vazio que nada proveniente deste mundo era capaz de sanar, nada que carregasse o peso do pecado que aflorava em minha pele poderia fazer meu coração bater novamente.


Meu coração de novo bate.
Cada fragmento do meu ser é tomado pela vida.
Nos meus olhos o brilho das estrelas.
Sou agora como uma fênix que renasceu das suas próprias cinzas.
Algo sobrenatural me invadiu, algo que estava sempre ao meu lado batendo na porta da minha alma e do meu coração, algo que ainda não posso ver mas posso sentir!

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Apenas uma reflexão


Estou presa no fundo de um abismo sem caminhos claros para escalar, onde há apenas pedras pontiagudas para subir. A cada metro que avanço deixo em cada pedra a minha alma machucada. Quero chegar ao topo, mas sei que o fundo é mais quente, é um refúgio contra o mundo.
No topo estou segura, lá vou vendo a paisagem queimada, sem nenhum fragmento de vida e as pessoas passam e parecem não notar o mundo que as cerca, o mundo que está acabado, arrasado. Ou será que vêem coisas invisíveis aos meus olhos?
Aos poucos começo a enxergar o que todos vêem e vejo um espelho! No fundo do abismo me jogo novamente, de corpo e alma; não quero mais subir à superfície,
No escuro estou, não quero olhar para a verdade.

O que fazer para isso passar?

[By Amanda Ibraimovic - no copy]

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Malditas compras...

Hoje fui com meu pai ao shopping comprar algumas coisas que eu pudesse levar na viagem. E o que aconteceu? Não achei nada!
É clássico, parece que existem duendes malignos que escondem coisas boas para que não as localizemos, assim como devem existir inúmeros programas de photoshop nos espelhos dos provadores, já que sempre estamos divas no espelho e quando chegamos em casa percebemos o hipopótamo que somos!
É deprimente, mas o que fazer quando se vai comprar roupas (já que nunca vai acha-las):
1- Ande com uma cruz na mão e alho na outra (para evitar esses malditos seres místicos que escondem tudo)
2- Tenha em mente a sua real aparência, já que você é uma baleia mesmo. Nunca acreditem no espelho
3- Fique pelo menos 5 horas no shopping, assim os demoniozinhos desistem de ocultar as peças de roupa que tanto desejamos!
Boa sorte!

sábado, 11 de julho de 2009

Cenas de uma rotina


Duas garotas gastaram tudo que tinham no shopping, sobraram apenas R$ 7,50 para o táxi. Elas o tomaram e disseram ao taxista que iriam até onde desse com esse valor, ele os levou em casa. Isso nos faz pensar, o senhor que dirigia o táxi poderia ter parado no meio da avenida e as mandado descer, poderia ter se estressado e xingado aquelas garotas o resto do dia por terem o feito perder uma viagem que lhe renderia mais dinheiro, porém ele as ajudou. Elas receberam uma boa ação e aquele senhor recebeu uma gratidão vinda do coração das mesmas.
É vendo situações como essas que pensamos o que realmente vale a pena na vida: se vale a pena fazer tudo esperando algo em troca, se vale a pena brigar e irritar-se com qualquer coisa, se vale a pena se sentir superior às pessoas e se vale a pena viver sem saber viver.
Hoje é estranho receber uma boa ação. Deveríamos estranhar insultos e grosserias, não devíamos estranhar situações como aquela em que as meninas ganharam um exemplo e o senhor ganhou gratidão eterna!
[Amanda Ibraimovic - no copy]

quinta-feira, 18 de junho de 2009


A vida é uma dança que não podemos sair do ritmo, pois se nos cansarmos seremos passados para trás!
Não há nada que podemos fazer para que a música mude para a de sua preferência, apenas podemos mudar os passou e fazer com que todos dancem conosco!
Para fazermos isso só basta fechar os olhos e deixar com que a música entre em nosso coração. Assim conseguiremos tudo no mundo!
[Amanda Ibraimovic - no copy]

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Morte


Tenho me afastado dos meus ideais, mas para trás tenho olhado.
Não tenho me entregado, tenho resolvido tudo sozinha.
Queria que alguém aqui viesse a me ajudasse a deixar toda essa dor.
Então venha aqui me livrar da morte!

Queria alguém aqui para me fazer parar e me dar a mão.
Oh Deus, eu queria que isso vá embora, pois nem em pé consigo parar já que todo meu equilíbrio abaixo de vai.
Mas o que fazer para isso passar?

Mas no escuro estou, não quero olhar pra verdade.
Mas o que fazer para isso passar?

Meu mundo se vai e não dá pra aguentar!
De pé não consigo estar ...

[Amanda Ibraimovic - no copy]

domingo, 5 de abril de 2009

Nada mais que ilusão

Depois de certos acontecimentos percebemos que não era isso que queríamos.
Acreditávamos e faríamos de tudo para que nossos desejos se tornassem realidade.
Mas quando acontece somos invadidos pelo vazio.
Eu achava que isso me faria feliz, mas agora sinto um vazio e a dor de querer mais, e mais...
Achei que me sentiria realizada, mas nada passou de uma vontade produzida pelo egoísmo.
Depois paro e penso, vou mudar isso, quero mudar!
Mas isso jamais acontecerá sem que eu me liberte do ódio, da vaidade, da inveja.
E o tempo vai passar e o vazio vai se preencher, mas a dor dessa derrota permanecerá para sempre, lembrando-me do quanto foi difícil aprender com meus erros.

[Amanda Ibraimovic - no copy]

As melhores frases dos meus livros preferidos !

"Os livros sao espelhos da alma,vc vê neles o que tem por dentro"
A Sombra do Vento

"Fala é para bobos; calar é para covardes; escutar é para sábios"

Gustavo Barceló - A Sombra do Vento

"O primeiro passo para você acreditar apaixonadamente em alguma coisa é o medo."

"A teoria é a prática dos imponentes"

Andreas Corelli - O jogo do Anjo

"Uma das armadilhas da infância é que não é preciso
se entender uma coisa para sentir.
Quando a razão é capaz de entender o ocorrido,
as feridas no coração já são profundas demais."

Daniel Sempere - A Sombra do Vento

"Nas fases mais avançadas do cretinismo, a falta de idéias é compensada pelo excesso de ideologias."

O Jogo do Anjo

"A poesia se escreve com lágrimas, o romance com sangue e a história com águas passadas"
Ignatius B. Samson - O Jogo do Anjo

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Anjo da Guarda ...


Sou apenas um livro aberto com uma bela capa e um introdução maior que o próprio conteúdo. Sou um poço sem fundo onde é despejada toda felicidade do mundo, e esta felicidade vai cada vez mais além se manifestando nas coisas, mas nunca chega onde se encontra a borda, onde há uma fina peneira impedindo a passagem de toda tristeza. Sou a luz das estrelas brilhando em cada olhar, trazendo felicidade a cada criatura. Sou uma alma oculta expandindo o amor e espalhando todo odio do mundo de olhos fechados.
Estou presente em cada olhar, em cada palavra boa e em cada perda confortada.
Sou usada como ponte de equilibrio entre o amor e o ódio, a alegria e a tristeza, as trevas e a luz. Sou aquela que ajuda os outros não esperando nada em troca, aquela que não tme motivos para não sorrir, não chorar e não viver. Aquela que vive para tonar os que cercam mais felizes. Ao mundo sou presente de Deus !

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009


Às vezes percebemos que vivemos um só dia. Frequentamos a mesma sala, vemos as mesmas pessoas, vivemos experiências semelhantes, até que somos invadidos pela rotina e junto dela vem a grande tristeza. É quando paramos e reparamos que tudo isso acontece apenas por nossa culpa, quando temos medo de inovar, quando ficamos presos ao velho.
E estas mesmas coisas de sempre vão nos consumindo e nos sufocando, quando há a percepção de que já não somos nós mesmos.
E o tempo vai passando, porém nada muda, vivemos em um só dia interminável, um dia frio e sem fim.

sábado, 31 de janeiro de 2009

Bad trips ...


Se fecharmos os olhos, veremos que são muitas as pessoas que nos querem mal, são muitas as que nos desejam mal e que de fato nos fazem mal. Porém, nem sempre nos atinge, pois muitos de nós são fortes o bastante para não se atingirem. Pior é ver seus amigos não tão bem e nada poder fazer, pois quanto mais você se esforça, mais acaba com você mesmo.
Posso parecer ligeramente louca por dizer certos absurdos, mas eu senti, eu vi e eu tentei!
Acontece que toda essa força vai por água abaixo quando as pessoas que você ama não conseguem mais sorrir.
Depois paramos e pensamos o porque disso tudo e dizemos a nós mesmos:
" Nada eu poderia ter feito! "

[ Amanda Ibraimovic - no copy ]

Apenas uma nostalgia ...


É tão duro lembrar do passado, da sua antiga turma do colégio, de quando brincava com seus vizinhos, mas o tempo vai passando, vêm as preocupações, os medos, os sonhos...
O seu coração muda, aquilo que julgava importante, agora nada representa pra você. Você se encanta, desencanta, apaixona e percebe que não passou de uma ilusão. Você é enganado, é pisado e deixado de lado, mas isso é importante para o seu crescimento.
O tempo passa, as ideias mudam, os sentimentos mudam, ficam fortes, ou fracos, nunca se sabe.
Com um piscar de olhos já não somos a mesma pessoa que fomos e quando pensamos nisso, apenas temos uma certeza, SAUDADE !
[ Amanda Ibraimovic - no copy ]